Qual a sua identidade?
6 de julho de 2019
Pr Jodson Gomes
8 de julho de 2019

 

Matheus 5:29-30

Pecado é algo tão sério que a Palavra diz que há remuneração (“o salário do pecado é a morte”). A proposta do Evangelho é uma proposta radical, ou seja, não existe libertação do pecado a não ser por tratamento de choque. O tratamento de Jesus é decisão e “de cisão”. Decidir, tomar iniciativa, fazer. Cisão é igual a corte. Ou seja, o tratamento é decidir cortar. A proposta bíblica é radicalidade. Precisamos nos conscientizar sobre o pecado, sobre o fato de sermos pecadores e sobre o destino final do pecado, que é o inferno.

No texto, Jesus escolhe duas partes do corpo que são muito representativas:

  1. a) Olho Direito: É o nosso centro de captação de imagem. O hemisfério esquerdo do cérebro é responsável pela lógica, o direito pelas emoções. A maneira que você vê as coisas do lado da emoção pode conduzir ao pecado.
  2. b) Mão Direita: Refere-se à ação, reação e condução. Grande parte da população é destra, e Jesus escolhe a mão direita para falar sobre habilidade e força. A maneira como você age e como você se comporta em relação às coisas podem te conduzir ao pecado.

Jesus começa a desenhar um roteiro no qual o olho direito está no pecado. É bem provável que se arranque o olho direito com a mão direita. Porém, o pecado é algo que contagia. A mão que arrancou o olho pode se tornar uma mão infectada. Se não vigiamos, aquilo que usamos para corrigir, se torna um problema. Entretanto, Jesus recomenda continuar o tratamento se o problema se manifestar em outra área. O texto diz “corte-o” e “arranque-o”. Só você pode romper com o pecado. Todo corte gera dor, mas isso evita um fim pior. Ou se corta ou não se resolve. O texto diz também para “lançar fora”. Deve-se tirar do campo de visão, pois o pecado é sedutor.

Decidir cortar é estar preparado para aprender a fazer de maneira diferente. Que olhemos para nós mesmos e vejamos o que nos condenamos. Deus não irá fazer o que está destinado a nós fazermos. Por isso, devemos ter a iniciativa de arrancar, cortar e jogar fora o que nos faz mal e vivermos uma nova vida de aprendizado com Cristo.

 

Oração: “Pai, que eu possa cortar e lançar fora tudo aquilo que me afasta de Ti. Me dê disposição para abrir mão do pecado e de tudo aquilo que me condena ao inferno. Ministra ao meu coração aonde deverão ocorrer os cortes para que eu possa caminhar em santidade até chegar ao Céu. Amém.”

 

Jodson Gomes

Pastor da Assembleia de Deus

X