Vença as tentações!
5 de abril de 2019
Qual a sua identidade?
7 de abril de 2019

 

Números 27:1-11

Este capítulo é um marco divisor na história de Israel no que diz respeito à maneira como as heranças eram passadas e à maneira como as mulheres eram tratadas naquela época. O foco na sucessão, familiar e financeira, era diretamente no homem. Apenas eles tinham o direito de receber a herança. As mulheres mencionadas nesse texto abençoaram outras mulheres porque o que elas foram buscar, a herança, não serviria somente para elas. Porque elas buscaram, Deus estabeleceu uma nova lei em Israel. Deus provocou uma mudança em vários níveis: social, na estrutura familiar, na lei.

Como enxergamos nossa vida ou ministério diante de Deus? Às vezes nos enxergamos tão pequenos ou mal dimensionamos aquilo que podemos alcançar no Senhor. Deus é poderoso para mudar histórias a partir de mulheres que, unidas, se prostram diante dEle. E não apenas a história delas, Deus mudou a história de todas as mulheres de Israel.

Cada pessoa tem a sua personalidade. Existem perfis diferentes. E precisamos entender que nós só vamos fazer o que precisamos fazer quando a nossa união for maior que as nossas diferenças. Deus não quer representantes, Ele quer unidade.

A principal guerra do inimigo é com o nosso ego. É pra que a gente ache que somos melhores do que alguém. Ou para que diminua os outros. Ou pra que a gente queira que todo mundo seja como nós. Enquanto a gente ficar discutindo as diferenças, não avançamos e estamos perdendo a herança que Deus tem reservado para nós. Enquanto discutimos quem vai, Deus está dizendo “vão juntos, que vai dar certo”.

Deus nos fez diferentes e precisamos entender que cada um tem uma posição diferente no reino de Deus. Bendito é o ministério que tem diferentes perfis e que são úteis na obra do Senhor; isso faz com o reino de Deus cresça. As diferenças não podem ser maiores que a unidade.

Além da unidade, precisamos ter intimidade com Deus, conhecer detalhes sobre o Pai. Muitas vezes, conhecemos muito sobre a igreja, sobre as outras pessoas e conhecemos pouco sobre Deus. E isso significa não somente conhecer o que Ele gosta, mas também conhecer o que Ele não gosta. Podemos conhecê-Lo por meio da oração e da Palavra. O povo é destruído por falta de conhecimento. Precisamos nos disciplinar a ler a Palavra, pois ela nos leva à oração e nos mostra a verdade.

Aquelas mulheres queriam que o nome do pai delas fosse lembrado e que elas estivessem no meio de seus irmãos. Pelo que estamos lutando? Qual é nosso propósito? É para marcarmos nosso nome e ter a parte de nossa herança? Ou é para que o nome do nosso Pai seja lembrado e glorificado? Que Deus corrija as nossas motivações. A igreja precisa de pessoas que estejam preocupadas em glorificar o nome do Senhor.

Oração: “Pai, tem misericórdia de mim. Ajuda-me a esquecer as diferenças e pensar na unidade. Ajuda-me a Te conhecer mais e a lutar pelo Teu nome, para que ele não seja esquecido, mas que sejas lembrado de geração em geração.”

 

 

 

Jodson Gomes

Pastor da Assembleia de Deus Londrina

X