Além do monte
19 de junho de 2018
Chamado para fazer a sua parte
21 de junho de 2018
Exibir tudo

 

Lucas 13:6-9

Jesus objetivava curar plenamente, não apenas fisicamente, mas também a alma e as emoções. Os judeus viviam nessa época uma fase complexa, aonde viviam sob a autoridade do império romano, e aguardavam o messias como um rei que iria promover uma revolução social. Mas Jesus veio trazendo outro tipo de revolução, que é a interior. Eles não entenderam que Jesus não queria instaurar um reino físico, e sim um reino dentro de nós. Ele tem um auditório público, composto por vários tipos sociais, e uma das didáticas que Jesus utilizava para alcançar todos os grupos eram as parábolas com a linguagem contemporânea da época.

Nesse texto, ele começou contando a história de um homem que tinha uma figueira. Porém, ele trouxe informações curiosas. A primeira é que a figueira estava plantada em uma vinha, local onde cultivava uva. A segunda informação é que havia um viticultor, especialista em vinhas, trabalhando para esse agricultor. Essa árvore é proposital, tinha alguém pra cuidar, e por três anos ele quis deixar ali. A terceira informação é que ele via na figueira um propósito, criando uma expectativa naquela árvore, procurando fruto na figueira. Mesmo sabendo que tinha muitas uvas, ele queria figos.

O dono de lavoura, tinha um desejo de construir no meio de sua plantação uma experiência com árvores diferentes. Ele não esperava homogeneidade. Aplicando essa palavra no contexto da igreja, Deus é o dono dela e tem sua lavoura. A juventude da igreja se difere em características dos demais; seria a figueira. Deus sabe e considera em nós as nossas diferenças. Videira e figueira possuem características diferentes:

  1. O visual: roupagem se distingue. Em momento algum cobrou o mesmo fruto, pois sabia que cada árvore produzia um fruto diferente.
  2. O tipo de constituição: uma videira para dar fruto precisa de temperaturas mais baixas, serenas. Já uma figueira produz em temperaturas mais quentes, no calor. Elas possuem gostos diferentes.
  3. O tempo de produção: uma videira tem tempo de produção mais rápido, entre 85 a 180 dias. Uma figueira tem no mínimo um ano, ritmo mais lento em produção.

Porém, existe um problema. O dono da lavoura não queria o mesmo fruto, a mesma aparência e a mesma rapidez. Ele não desejava padronização, mas ele queria fruto. Se quisermos ser diferentes, devemos produzir frutos diferentes. Esse homem tem alguém para cuidar da vinha, já a figueira ele mesmo é quem cuida. Deus dará espaço para sermos diferentes quando produzirmos frutos diferentes. Frutos com relação à presença na casa de Deus, no serviço para o Reino, nas finanças para ofertar e dizimar sendo fiel e grato à Ele e comprometido com a igreja. Deus espera coisas melhores que acompanhem a salvação (Hb 6:9)

~

Sou teu servo, Senhor. Não permita que seja reproduzido em nós o mesmo erro da figueira, nem que haja brigas por espaço sem produzir, ou contentamento em ser simplesmente diferente, mas sim que possamos produzir frutos diferentes para Ti. Que sejamos frutíferos para Teu Reino.

 

 

Mensagem Pregada por Jodson Gomes

Pastor da Assembleia de Deus.

Texto Adaptado por : Luane Alves