Culto ao vivo – 18 de Julho 2017
18 de setembro de 2017
Culto ao vivo – 19 de Julho 2017
25 de setembro de 2017

 

Ainda hoje há quem pense que Depressão não é coisa para evangélicos. Muitos rotulam quem está depressivo, dizendo que na verdade o que ele tem é de cunho espiritual, ou até mesmo exagero ou “frescura”.

Segundo os dados da OMS, o Brasil é o país com maior prevalência de depressão da América Latina e o segundo com maior prevalência nas Américas, ficando atrás somente dos Estados Unidos, que têm 5,9% de depressivos.
A depressão em estágio avançado pode levar ao suicídio.

Mas afinal o que é a depressão?

A depressão é uma doença ou um distúrbio afetivo, que atinge a humanidade desde suas origens, atingindo a autoestima, provocando sentimento de inferioridade, tristeza, pessimismo, combinandos entre si e aparecendo com extrema frequência.

A depressão pode ocorrer em diversas idades; desde crianças, adolescentes, e também nos idosos e por diversos motivos como: Conflitos familiares; Perdas de entes queridos; Desemprego; Situação traumática como acidentes ou doença na família; Separação Conjugal; etc.

Existem ainda indivíduos que desenvolvem a depressão sem estar passando por nenhum problema aparente, nesses casos, estamos falando de uma Depressão Endógena que é um transtorno do estado de ânimo que se caracteriza por uma tristeza, desesperança e apatia acentuadas e é causada por uma alteração ou mudança estrutural na bioquímica cerebral.

A falta de causas externas identificáveis pode dificultar a compreensão da doença por parte das pessoas próximas daquele que sofre e da própria pessoa doente. Um desequilíbrio na química do nosso cérebro é suficiente para nos mergulhar em uma profunda tristeza, que nem nós mesmos entendemos, mas da qual não podemos escapar sem ajuda.

Sintomas da Depressão

Tristeza; Desesperança; Apatia e cansaço; Desanimo; Grande dificuldade em realizar tarefas corriqueiras; Alterações de sono e apetite; Taquicardia e dores sem um diagnóstico médico são alguns dos sintomas da depressão.
Esses sinais costumam aparecer discretamente e se não tratados de forma correta podem incapacitar o indivíduo até mesmo para realizar as tarefas mais simples de sua rotina.

Como tratar

Ao identificar esses sinais é necessário procurar ajuda médica para o correto diagnóstico da doença e iniciar o tratamento mais adequado.
O tratamento da depressão se dá a longo prazo e é feito com medicamentos e psicoterapia.

Infelizmente, o que observamos em consultório, é que um número considerável de cristãos não buscam tratamento (ou o fazem de forma tardia) por não considerarem a depressão como uma doença ou por vergonha de se assumirem depressivos diante da comunidade temendo serem julgados como fracos ou distantes de Deus. Isso só dificulta ainda mais a cura, prejudicando o indivíduo em todas as áreas de sua vida: Afetiva, social , profissional e até mesmo espiritual.

Não se engane , depressão não é pecado e nem falta de Fé.
Não tenha medo e nem preconceito de procurar ajuda profissional. Assim como tratamos o corpo físico, nossa mente e emoções também precisam de cuidados. Quanto antes for iniciado o tratamento mais chances de cura você terá.

 

 

 

Psicóloga Juliana Muniz Moreira
CRP 08/07547

Http:api.whatsapp.com/send?1=pt_BR&phone=5543996623956

X