ENCHEI-VOS DO ESPÍRITO
19 de outubro de 2018
NÃO DECIDA POR CONVENIÊNCIA
19 de outubro de 2018

 

Marcos 10:17-22

Esse texto traz algumas informações sobre um jovem que encontrou Jesus no meio da sua história de vida. Ele era rico e tinha algumas qualidades. Ele mostrou disposição por conhecer Jesus, era educado, se preocupava com assuntos espirituais e conhecia os mandamentos. Porém, esse mesmo jovem saiu triste depois do diálogo que teve com Jesus. Isso normalmente não acontece. Estamos acostumados com histórias onde as pessoas chegam frustradas até Jesus e voltam alegres. Mas o jovem saiu triste por dois motivos:

  1. Porque pesou no seu coração a palavra que Jesus disse
  2. Porque a palavra de Jesus confrontou àquilo que ele possuía

E que palavra foi essa? Jesus revelou a ele a essência do Evangelho, que não condizia com o padrão de vida que o jovem vivia. Esse texto nos revela que:

  1. Jesus o amava, e não os seus bens. Ele pediu para que o jovem abrisse mão de tudo o que ele tinha e o seguisse como alguém que não tinha nada. Deus não ama o que nós temos, mas quem nós somos. Não há nada que podemos fazer para que Ele nos ame mais. O inimigo é especialista em colocar em nossa mente que quando tropeçamos ou fracassamos, Deus deixa de nos amar. Mas esse texto é libertador, porque mostra que Ele é amor em essência e nos ama por completo, independente do que temos, perdemos, deixamos de ganhar ou conquistamos.
  2. Deus não ama o que eu tenho, mas Ele me permite conquistar com um objetivo: servir aos outros. Jesus pediu ao jovem para que vendesse o que ele tinha e distribuísse para as pessoas que precisavam. O que estamos fazendo com aquilo que Deus nos permitiu conquistar? O objetivo é abençoar outras vidas. O que conquistamos não é para o nosso coração, é para ser usado de acordo com o coração de Deus.
  3. Jesus desconstrói um pensamento: Ele não é um bem ou uma mercadoria. Alguns verbos que aparecem no texto são herdar “… que farei para herdar a vida eterna?” (Mc 10:17), guardar “… tudo isso tenho guardado desde a minha juventude” (Mc 10:20) e possuir “… porque possuía muitas propriedades” (Mc 10:22). O Reino de Deus não se guarda, não se possui, não se herda, não se apropria. Se ganha perdendo. Jesus não se permite manipular, somos nós quem devemos segui-Lo.

Deus, sei que Tu me amas pelo que sou e não pelo que tenho. Quero contribuir com Teu Reino, quero te servir melhor e abençoar outras pessoas com o que o Senhor me permitiu conquistar.

 

 

Jodson Gomes

Pastor Assembleia de Deus

X