Chamados para fazer a sua parte
13 de abril de 2019
Lição 3 – Entrando no Tabernáculo – o Pátio
15 de abril de 2019

 

II Reis 6

Depois da morte de Salomão, o reino se dividiu em reino de Israel e reino de Judá. Samaria era a nova capital do reino de Israel. Os sírios atacaram Israel em uma guerra planejada pelo rei da Síria. O inimigo montou emboscadas, mas Deus revelou para Eliseu o que estava para acontecer, e eles conseguiram escapar dos ataques. O inimigo não desistiu, no entanto, houve uma cegueira sob todo o exército e mais uma vez ele foi envergonhado. Para emboscadas Deus tem revelação, para ataque frontal Ele tem proteção.

Porém o inimigo não desistiu e seu exército cercou a cidade. Dessa vez, não houve nenhum tiro. Nenhum ataque. O inimigo cercou. Precisamos perceber as artimanhas do nosso inimigo que tenta a todo instante destruir a nossa vida. O texto relata que houve um cerco silencioso e estando ao redor, o exército adversário bloqueou e impediu que a cidade recebesse suprimentos. Num primeiro momento isso não provocou nada, mas, com o passar do tempo, a comida que havia dentro da cidade foi sendo consumida e se tornando escassa.

O inimigo era o rei da Síria, no entanto, como seu último plano foi diferente, ele causou dentro da cidade uma confusão. O povo começou a confundir quem era o seu inimigo. Nós às vezes fazemos exatamente isso. Esquecemos quem é o verdadeiro inimigo. Uma coisa é quando o diabo age de maneira direta. Outra coisa é quando você vê uma situação complexa, uma armadilha, e percebe que ele está agindo indiretamente. E outra coisa é quando ele adota uma postura silenciosa. O apóstolo escreve em 1 Pedro 5:8 “(…) o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar”. Deus quer tratar conosco e corrigir o foco das nossas batalhas. Existem pessoas que estão tentando resolver questões e escolheram de maneira errada o seu adversário. E enquanto ele está do lado de fora, prendendo, as confusões estão acontecendo do lado de dentro, destruindo e tirando suas forças. Levante-se diante de Deus para batalhar contra o inimigo certo! Em Tiago 4:7 está escrito “(…) resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.” O nosso inimigo sorrateiramente age em cima daquilo que nós plantamos diante de Deus. E às vezes o nosso problema é não enxergar isso. A gente trata tudo como se fossem coisas naturais, escolhemos os inimigos e partimos pra cima e no final de cada batalha descobrimos que não resolveu. Existem situações que são espirituais. Se você lutar com as armas certas, o inimigo vai fugir de você.

Qual é a escassez que você está enfrentando? Levante-se e diga “Deus, vou guerrear junto com o Senhor; o inimigo não vai prevalecer. Esse problema vou lutar com as armas espirituais e vou vencer diante de Deus!”. Ele é poderoso pra potencializar suas forças.

 

Oração: “Declaro, na autoridade do nome de Jesus, que toda atuação, opressão e artimanha do maligno não irão me abalar. Não lutarei contra o inimigo errado. O Senhor dos Exércitos está conosco. O Deus de Jacó é o nosso refúgio. Maior é o que está conosco do que os que estão com eles.”

 

 

Jodson Gomes

Pastor da Assembleia de Deus Londrina.

X